Archive for novembro \30\UTC 2007

h1

5 anos de Agexcom

novembro 30, 2007

Completando 5 anos de existência, a Agência experimental de comunicação da Unisinos, serve como complemento acadêmico para 25 estagiários, alunos dos cursos de comunicação.

Responsáveis por trabalhos de comunicação internos da Unisinos, e do site Portal 3, a Agexcom, sob a coordenação de professores de jornalismo, publicidade e relações públicas, simulam um ambiente profissional onde os alunos tem a possibilidade de exercer na prática tudo que é ensinado em sala de aula.

A integração dos cursos de comunicação social, possibilita a troca de experiências entre as áreas. Além dos projetos integrados, cada uma campo desenvolve trabalhos independentes, preservando, assim, a identidade de cada profissão.

h1

Capital da fumaça

novembro 23, 2007

O aumento do tráfico e consumo de drogas assusta Porto Alegre. Considerada uma das melhores cidades para se viver, a capital dos gaúchos sofre com essa realidade prolixa do Brasil.

Porto Alegre é apontada como a cidade em que há maior consumo de drogas por estudantes. Segundo especialistas é considerada a hipótese de que isso ocorra devido ao alto poder aquisitivo. “Quanto maior o poder aquisitivo, maior a possiblidade de consumir drogas, que afinal, custam dinheiro”, afirma o psiquiatra Sérgio de Paula Ramos, chefe do serviço de dependência Química do Hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre.

Pensando nesse aumento, a Câmara Municipal de Porto Alegre organiza para o mês de dezembro uma audiência pública que debaterá a drogadição na capital. O encontro também deverá abordar questões relativas ao atendimento de crianças e adolescentes em situação de drogadição, além de discutir as políticas públicas na capital e as deficiências na rede social de atendimento neste tipo de situação. Conforme Maria Celeste, Presidenta da CMPA, deverão ser convidados para a audiência gestores públicos do município, órgãos e instituições da área e da sociedade civil.

O juiz da 3ª Vara da Infância e Juventude, Dr. Leoberto Brancher, será um dos participantes da audiência e sugere a criação de um trabalho multidisciplinar, com as famílias de jovens em situação de vulnerabilidade. “O problema da drogação não é a falta de investimentos em assistência social ou saúde, mas sim a má gestão de recursos públicos para esta fim, o que proporciona o agravamento do quadro de violência, consumo de drogas e tráfico”. Outra alternativa, conforme o juiz, seria a qualificação de atendimento, através de especialização do serviço público nessa área.

Caroline da Fé

h1

novembro 22, 2007

http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u347835.shtml (Link do texto original)

Sem festa, Múcio assume ministério e diz que trabalha para aprovar CPMF

O novo ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, confirmou que será substituído pelo deputado Henrique Fontana (PT-RS) na liderança do governo na Câmara. Múcio assume o lugar de Walfrido dos Mares Guia, que renunciou ao posto depois de ser denunciado pela PGR (Procuradoria Geral da República) pelo envolvimento com o suposto esquema de desvio de recursos da campanha eleitoral ao governo de Minas, de 1998, do atual senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG).

Constrangido, Múcio disse que não tinha motivos para comemorar sua nomeação. “Não há motivos para festas. Não podia de forma nenhuma dizer que este é um momento de alegria quando fui convidado pelo presidente Lula para assumir”, disse ele.

O novo ministro afirmou também que sua prioridade será negociar a PEC (proposta de emenda constitucional) que prorroga a cobrança da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) até 2011. Segundo ele, a saída de seu partido, PTB, do bloco governista no Senado não ameaça a aprovação da proposta.

“O que aconteceu no Senado foi parecido com o que ocorreu na Câmara. O PTB não rachou com o governo, saiu do bloco. Com o tempo, os líderes partidários querem ter mais independência”, disse ele.

Múcio afirmou que está trabalhando intensamente desde o momento em que foi confirmado pelo presidente Lula na nova função. “Estamos trabalhando muito e o tempo todo”, disse ele.

h1

Pauta – Trabalho grau B

novembro 9, 2007

Assunto: Drogadição na capital, e a situação das vagas para internação de dependentes químicos em hospitais e clínicas psiquiátricas públicas.

 *Aumento do tráfico de drogas (e do uso do crack)

*Audiência Pública promovida pela CMPA, que tratára do assunto

*Fechamento de leitos no hospital espírita

*Dificuldades em conseguir uma internação pelo SUS

*Deficiências na rede social de atendimento

  • Possibilidade de gravar uma entrevista com algum vereador da Comissão de Saúde da capital.
  • Mapa com a localização de hospitais que oferecem o tratamento a dependentes químicos.
  • Entrevista com alguma autoridade da área (como diretor de algum hospital) 
  • Fotos dos entrevistados